14 de nov de 2013

SANTIAGO DO CHILE –CONHECENDO A CULTURA

O caminho é que importa, não o seu fim. Se viajar depressa demais, vai perder aquilo que o fez viajar.  Louis L'amour


Sempre tivemos vontade de conhecer outros países da Americana do Sul, nossos irmãos de continente, mas não de língua materna, assim com certeza com culturas muito diferentes da nossa, no Brasil.
Já conhecíamos Buenos Aires então resolvemos ir ao Chile, Santiago.
O Chile está localizado entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico. Sua população é formada principalmente pela imigração espanhola e europeia, que aconteceu entre o século XVIII até o século XX, e os povos mapuches e aymaras que foram os principais habitantes da região.
O povo chileno fala o espanhol muito rápido e incluem modismos na linguagem, isso confunde um pouco as pessoas que estão visitando o país e também existe grande diferença entre os moradores das grandes cidades, e os moradores dos povoados.
Santiago, é a capital do Chile, muito tranquila em comparação com outras capitais, sua população é de 6,027 milhões habitantes (censo 2012) e é conhecida internacionalmente pelo seu turismo de negócios.
Se você gosta de andar a pé e conhecer a cultura do local que visita, Santiago é ideal. E melhor ainda se ficar em algum lugar próximo a linha 1 vermelha do metro.
Alem de visitar os lugares turísticos de onde vamos, gostamos de andar, comer e visitar os lugares que a população curte, dificilmente saímos com pacote de operadoras ou com algum passeio pré-agendado.
Gostamos de fazer as coisas no nosso próprio ritmo, sem pressa e sem destino muitas vezes, sentar nas praças observar o ritmo do povo, vestimenta, conversas, comportamentos muitas vezes diferentes dos nossos.
Santiago é uma caixa de surpresas, em suas ruas e bairros convive a identidade do globalizado com as tradições locais, desde pequenos cafés com WiFi, lojas de desenho, boas livrarias e lojas de artesanato fino, grandes centros comerciais, extensas quadras com lojas de marcas de luxo.
Ficamos em hotel no centro, ao lado do metro Santa Lúcia, fizemos todos os passeios sem operadoras de turismo.
Visitamos a Viña Concha y Toro, fomos de metro e no final da linha pegamos um taxi, na volta voltamos de ônibus de linha até novamente a estação de metro. Fizemos o tour dentro da vinícola com degustação de vinhos e almoçamos lá mesmo, uma salada ótima com filé de frango grelhado.
Andamos muito pelo centro histórico, vimos a troca da guarda no palácio do governo, andamos pelos calçadões do centro, fomos ao Mercado Central, com muita fama, mas não chega nem perto do Mercado Publico de São Paulo.
Visitamos a Estação Central, estrutura de ferro linda, mas uma loucura de gente e comercio, escondendo a beleza da estação.
Andamos a pé em bairros bem simples, entramos em grandes universidades, galerias de arte, almoçamos em ótimos restaurantes, mas também comemos em lugares muito simples, mesmo assim nada baratos para o dia a dia da população.
Fomos a Valparaíso e Viña del Mar de ônibus intermunicipal, andamos a pé e de circular dentro das duas cidades. Muitas caminhadas em parques, shoppings, ruas famosas. Subimos muitas escadas e morros para ter fotos da cidade, paisagens lindas.
Compramos artesanatos, tem que e tomar cuidado porque senão você traz coisa do Peru ou outros tipos de artesanato que não tem muito a ver com o Chile.

Próxima ida ao Chile com certeza será para a Região dos Lagos.

24 de set de 2013

QUAIS SÃO OS SEUS MOTIVOS PARA CONHECER NOVOS LUGARES?

"Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir”.

 Amyr Klink

Eu conheço muitas pessoas que nunca saíram de seu espaço, não conhecem nem mesmo a cidade onde moram, uns dizem que não tem tempo, outros que não tem nada para conhecer.
São pessoas que não aprenderam a ver o mundo com outros olhos.

Também, conheço muitos que sonham, com lugares e culturas diferentes e ficam apenas no sonho, não tem coragem de partir, tem medo e se aventurar no desconhecido, porque sair da nossa rotina às vezes é assustador.

Mas, depois que você dá o primeiro passo, mesmo sendo perto, no seu bairro, na sua cidade e devagarzinho vai se aventurando mais para longe, ah....fica cada dia melhor e mais vontade dá de ir e ir , todo dia um pouquinho mais longe.

Não sei bem quando comecei a viajar, mas pelas fotografias que vejo, era pequena de colo.


Lembro-me menininha viajando de trem, na época só havia trens para o interior do estado de São Paulo, viagens longas, 10 a 12 horas em vagão dormitório. Lembro-me da alegria de ficar na janela, vendo a paisagem passar lentamente, me imaginado vivendo naqueles campos.

Lembro-me do barulho do trem que dava uma sonolência gostosa e de vez em quando o apito, lembrando de que por ali havia uma pequena comunidade, lembro-me do chefe de cabine que batia a porta para ver perfurar o bilhete, do café da manhã no vagão restaurante e principalmente do nosso dormitório, com uma cama beliche que durante o dia virava sofá, da pia ao canto e do pequeno espaço destinado ao banheiro.

Anos depois, quando começaram as linhas rodoviárias, íamos de ônibus com parada no posto de estrada, no meio da madrugada para um lanche e chegávamos cedinho, a melhor parte era olhar pela janela e ver as cidades passando, casas no meio do campo, árvores e plantações e imaginar como era morar ali.

Depois, quando me mudei para o interior, ainda viajava, agora para as cidades da região, para o litoral do estado de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, e sempre foi muito bom.

Aprendi a não ter medo do desconhecido e de querer saber cada vez mais sobre os lugares por onde vou, de observar o ritmos de vida diferentes do meu, de observar as cidades,  as paisagens , as construções, de me colocar nesses ambientes e sentir a vida pulsando em cada lugar, de imaginar as historias, os causos, de saber quem são as pessoas que por ali andaram, seus sonhos, seus medos, suas esperanças.

Casada, me mudei muitas vezes e talvez por causa dessa minha história, sempre foi muito fácil me adaptar e viver em cada novo lugar, não importa por onde andamos ou moramos, a essência das pessoas é sempre a mesma, muda apenas a cultura, tradições, modo de viver e de ver a vida.

Quando saímos do nosso lugar conhecido e nos aventuramos para mais longe,  passamos a dar muito mais valor a vida, as diferentes culturas, a respeitar aquilo que não conhecemos, sem desmerecer o lugar em que você está.


Saia sempre e viaje se possível, ande bastante a pé, não apenas como exercício físico, mas como exercício para a mente, aprenda a observar, observe por outra perspectiva o novo, se imagine vivendo nesse lugar, tire fotos, converse com as pessoas.

Você verá o quanto nossa visão do mundo muda, passamos a entender melhor o outro e a dar mais valor ao nosso lugar e as pessoas que estão por perto de nós.

¨ Todas as viagens são lindas, mesmo as que fizeres nas ruas do teu bairro. O encanto dependerá do teu estado de alma. ¨
Rui Ribeiro Couto


15 de mar de 2013

PRINCIPAIS ILHAS DO BRASIL



Ilhas fluviais e marinhas fazem parte do patrimônio natural do Brasil


Ilha de Marajó - ilha brasileira do estado do Pará, localizada na foz do rio Amazonas no arquipélago do Marajó.......com uma área de aproximadamente 40 100 km²........é a maior ilha fluviomarítima do mundo........outro destaque da ilha, é o lugar de maior rebanho de búfalos do Brasil.


Ilha do Bananal - é a maior ilha fluvial do mundo..........cerca de vinte mil quilômetros quadrados de extensão........é considerada como uma Reserva da Biosfera pela UNESCO desde 1993, sendo também uma das Zonas Húmidas de Importância Internacional.....está localizada no estado brasileiro do Tocantins......a  ilha faz parte da divisa do Tocantins com os estados do Mato Grosso e de Goiás............a Ilha do Bananal é composta pela Terra Indígena Parque do Araguaia e pelo Parque Nacional do Araguaia......... toda a é considerada pela constituição federal como terra da união, sendo o maior complexo de reservas existente no estado do Tocantins.


Tupinambarana - ilha fluvial no rio Amazonas, no estado  do Amazonas, Norte do Brasil.........grande parte da ilha é coberta por florestas e só é acessível pelo rio ou pelo ar......tem uma pequena quantidade de montanhas e é onde fica a cidade de Parintins........conhecida por conta do Festival Folclórico de Parintins.......existem restos de uma vila construída na década de 1930 por imigrantes japoneses que pretendiam cultivar juta.


Ilha Grande do Gurupá - é a segunda maior ilha do Delta do Amazonas....... localizada no estado do Pará,Brasil....... é a 4ª maior ilha do Brasil........está cortada por uma grande quantidade de rios.



Ilha Caviana - é uma ilha fluvio-litorânea brasileira.........fica no estado do Pará.........um lugar excelente para observar o fenômeno do macaréu do rio Amazonas..........pororoca........é também um santuário para as aves.


Ilha de São Luis - Upaon-Açu é uma ilha brasileira no estado do Maranhão e é nela que se encontra a capital do Estado, São Luís........o nome Upaon-Açu foi dado pelos tupinambás e significa "ilha grande"........também foi chamada ilha de São Luís.

Ilha de Santa Catarina - é parte do município de Florianópolis e situa-se no oceano Atlântico.......litoral sul do Brasil...........no centro do litoral do Estado de Santa Catarina.........a ilha é a maior de um arquipélago constituído por mais de 30 ilhas, sendo a maioria ilhas pertencente ao município de Florianópolis.


A ilha de Santa Catarina é ligada ao continente por três pontes, a ponte Hercílio Luz...........a ponte Colombo Salles e a ponte Pedro Ivo Campos.........estas pontes vencem um canal que tem cerca de 500 metros de largura e até 28 metros de profundidade.

Ilha de São Francisco do Sul - situada no litoral norte do Estado brasileiro de Santa Catarina, é a maior das ilhas do estado.......sede do município de São Francisco do Sul.......uma das mais antigas cidades do Brasil............há cerca de 13 praias ao redor da ilha.........algumas de mar aberto e outras de águas calmas.

Ilhabela - é um dos únicos município–arquipélago marinho brasileiro e está localizado no litoral norte do estado de São Paulo...........a população estimada em 2010 é de 28.176 mil habitantes........possui uma das mais acidentadas paisagens da região costeira brasileira......banhado pelo oceano Atlântico.


Ilha de Tinharé - localiza-se no litoral do estado brasileiro da Bahia.......tem cerca de 400 km2 e quatro povoados..........Morro de São Paulo..........Garapuá.........Gamboa e Galeão......é conhecida desde 1531......... em 1630, foi construído um forte para defender a capital baiana e o Recôncavo Baiano........logo após foi construída uma capela à Nossa Senhora da Luz.......em Morro de São Paulo, e a Igreja de São Francisco Xavier.......em Galeão.


No morro de São Paulo...........o povoado de Tinharé é acessível via catamarã ou barco a partir do rio que passa pelo município de Valença...........vizinha encontra-se a ilha de Boipeba.


Ilha Grande - é o nome de uma ilha do litoral brasileiro no oeste do estado do Rio de Janeiro..........tem relevo acidentado e montanhoso......as maiores elevações são o Pico da Pedra D'Água -1 031 metros- e o Pico do Papagaio - 982 metros- ..........as costas da ilha são recortadas por inúmeras penínsulas e enseadas formando várias praias.

A principal localidade da ilha é a Vila do Abraão.........concentra a maior parte da infraestrutura da ilha........um serviço de barcas liga diariamente a Vila do Abraão com Angra dos Reis e Mangaratiba, no continente.

Há na Ilha 4 unidades de conservação..........Parque Estadual da Ilha Grande e o Marinho do Aventureiro............... Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul e APA de Tamoios.......as áreas de proteção ambiental visam a garantir a proteção da grande reserva de mata atlântica ainda existente e da vida marinha existente no entorno da ilha.

Ilha Comprida - é um município brasileiro do estado de São Paulo.......é uma cidade litorânea.........situa-se no Litoral Sul Paulista........ seu território comprido e estreito possui uma área 188,530 km, e sua população em 2011 era estimada em 9 203 habitantes.


Ilha de Itaparica - localizada na Baía de Todos os Santos.......no estado da Bahia, no Brasil.......abriga dois municípios.........Itaparica e Vera Cruz.......tem mais de 36 quilômetros de comprimento..........sendo habitada por 55 000 pessoas, distribuídas em 35 localidades, constituindo dois municípios.......em língua tupi.........a expressão itaparica significa "cerca de pedra" ou "mata do canal de pedra", através da junção dos termos itá  - "pedra" - , pari - "canal para apanhar peixes" - e ka'a  - "mata" -.


Ilha de Santo Amaro - situada no centro do litoral do Estado brasileiro de São Paulo............ao nordeste da Ilha de São Vicente e ao norte da baía de Santos........em seu território está o município de Guarujá.........no estuário que a separa da Ilha de São Vicente foi construído o porto de Santos......... um dos maiores do mundo.

O acesso ao continente é feito por uma ponte na rodovia Piaçagüera-Guarujá e pela Travessia Santos-Guarujá de balsas que ligam a ilha de Santo Amaro e o bairro da Ponta da Praia no município de Santos.......há também o transporte por balsas para Bertioga e  serviço de transporte de passageiros que partem de um terminal no porto, próximo à alfândega de Santos e de Vicente de Carvalho.

Ilha de São Vicente - situada no centro do litoral do Estado brasileiro de São Paulo, na Baixada Santista......... seu território é quase todo urbano e é dividido entre os municípios de Santos e de São Vicente..........no estuário que a separa da Ilha de Santo Amaro e do continente foi construído o porto de Santos, um dos maiores do mundo.


Ilha de Vitória - anteriormente chamada de Ilha de Santo Antônio, é uma ilha brasileira do estado do Espírito Santo.......é a maior ilha de um arquipélago onde está localizada Vitória, a capital daquele estado.
Na ilha..........a Praia do Canto.......... é a moldura perfeita da Praça dos Namorados..........saem daí as lanchas que disputam todos os anos o Campeonato Internacional de Pesca Oceânica e a Ponte Desembargador Paes Barreto, que dá acesso à Ilha do Frade.

Ilha do Governador - localiza-se no lado ocidental do interior da Baía de Guanabara......... compreende catorze bairros do município do Rio de Janeiro.

Ilha dos Marinheiros - distrito do município de Rio Grande........no Rio Grande do Sul.......está situado em uma ilha fluvial da Lagoa dos Patos.........considerada patrimônio da cidade de Rio Grande pela preservação de valores, herdados da cultura dos portugueses, que colonizaram o local......antes da vinda dos primeiros colonizadores portugueses, as terras da Ilha dos Marinheiros eram ocupadas por indígenas........em 1845, a ilha recebeu o imperador Dom Pedro II.



Ilha de Maracá - estação ecológica........restritas à pesquisa.......... a infra-estrutura para visitação está sendo implantada........a Ilha de Maracá é a única que tem toda sua biodiversidade avaliada.


Fernando de Noronha - arquipélago pertencente ao estado brasileiro de Pernambuco........formado por 21 ilhas e ilhotas........situado no Oceano Atlântico..........em 1988 a maior parte do arquipélago foi declarada Parque Nacional, com cerca de 8 km², para a proteção das espécies endêmicas lá existentes e da área de concentração dos golfinhos rotadores............que se reúnem diariamente na Baía dos Golfinhos- o lugar de observação mais regular da espécie em todo o planeta.

O fato de já ser chamada Ilha de Fernão de Noronha.........está justificado por provir do nome do primeiro proprietário da capitania hereditária, Fernão de Noronha ou Fernão de Loronha, após doação de D. Manuel I em 16 de fevereiro de 1504.

Ilhas de Martim Vaz - é um conjunto de ilhas formado pela ilha principal Martim Vaz, duas ilhotas íngremes e inacessíveis...........a Ilha do Norte   e a Ilha do Sul..........a vegetação é predominantemente rasteira, com a presença de raros arbustos no topo..... lajes e alto-fundos cercam as ilhas....... desconhecido e pouco registrado nas cartas náuticas...... apresenta altas probabilidades de naufrágio para embarcações desavisadas de qualquer porte......... a única maneira segura de desembarque é nas ilhas é através de helicóptero.......são conhecidas por serem o ponto extremo leste de todo o território brasileiro........ um dos dois primeiros locais onde acontecem o Nascer do Sol e o Pôr do Sol no Brasil.


Ilha de Trindade - é uma ilha vulcânica na costa do estado do Espírito Santo, Brasil.......encontra-se a 1 167 quilômetros de distância do continente. ....... a Ilha da Trindade é habitada........ a única localidade existente na ilha é o Posto Oceanográfico da Ilha da Trindade -  guarnição militar mantida pela Marinha do Brasil - .......o Posto Oceanográfico é o local habitado mais remoto do Brasil.


Ilha da Restinga - é o nome de uma ilha fluviomarinha situada na desembocadura do Rio Paraíba do Norte, no município de Cabedelo, estado da Paraíba......próximo a ela, na foz do mesmo rio e fazendo parte do mesmo arquipélago, há as ilhas Stuart, Tiriri, das Andorinhas e do Eixo.

Ilha dos Valadares - pertence ao município de Paranaguá, no estado do Paraná e se situa a uma distância de 400 metros do centro da cidade......situa-se à margem esquerda do Rio Itiberê........é habitada por pescadores que se dedicam à pesca artesanal e cultuam tradições e ao fandango paranaense........única dança típica litorânea.
Na ilha também prepara-se o barreado..........comida típica paranaense......... no artesanato, o principal é a cestaria, cerâmica e objetos utilitários característicos da região......o acesso pode ser feito por uma passarela que liga a ilha ao continente, ou através de barcos pelo rio.
Onde é hoje a Ilha dos Valadares morava uma família de posses, de sobrenome Valadares, que se dedicava ao tráfico de escravos entre as primeiras décadas do século XVIII.........depois da extinção total do tráfico negreiro, a família Valadares saiu de Paranaguá, deixando a ilha que já era conhecida e chamada por esse nome Valadares.

Ilha do Mel -  localizada no estado do Paraná.......pertence ao município de Paranaguá.......o local tem 25 quilômetros de praias que agradam a turistas de vários gostos........algumas são praticamente desertas........outras têm bastante agito, inclusive à noite..........e outras são ótimas para a prática do surfe.
Para evitar a degradação da ilha não é permitido.......veículo automotor e de tração animal.........o número de visitantes é restrito e em uma grande parte não é permitido o acesso.......a Ilha do Mel não tem asfalto........apenas pequenas ruas e trilhas de terra  e não há iluminação pública.

A ilha tem cinco vilarejos, que são..........Fortaleza, Nova Brasília ou Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas.....os pontos turísticos de maiores destaques em Ilha do Mel são o Farol das Conchas.......construção de 1870 e que tem como objetivo orientar a navegação na baía de Paranaguá.........do alto do farol se tem uma bela vista panorâmica de quase toda a ilha e região.......a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres é um dos monumentos militares mais importantes do estado do Paraná, ele foi construído em 1767 com objetivo de proteger a baía do Paranaguá e seu porto......o forte fica à beira-mar e está bem conservado.

13 de mar de 2013

PERUIBE – UMA DAS BELAS PRAIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO




Localizada no litoral sul do Estado de São Paulo, a cidade de Peruíbe fica a 137 km da Capital paulista........o nome Peruíbe é derivado da palavra indígena Iperuiybe, que significa “rio do tubarão”. 


Algumas versões diferentes sobre a origem do nome são apontadas por historiadores..........uma delas é a saudação dos meninos indígenas que ao receber os portugueses diziam Pêro – Yba...........que em Tupi significa “Seja bem vindo”.


 Outros sustentam que a denominação estaria relacionada ao nome de um cacique da aldeia dos índios Pátria dos Tapuias.........sendo seu principal cacique conhecido por Piriri Goa ObYg.

Peruíbe tem em seu território o morro de Peruíbe........a serra de Itatins e grande número de rios como o Branco, Guaraú e o Preto...........sendo que às margens deste último estão localizadas as jazidas da Lama Negra medicinal e da água polimineral sulfurosa utilizadas no tratamento de doenças reumáticas e dermatológicas.


Algumas ilhas completam a paisagem da região, sendo que a mais famosa é a ilha da Queimada Grande.........pode ser avistada da praia em dias claros, e abriga a temida cobra hermafrodita jararaca ilhoa........considerada um dos maiores serpentários naturais do mundo.

As outras ilhas são a da Queimada Pequena.........muito procurada para a pesca submarina, a do Guaraú..........excelente para pescarias e a Grande..........onde ancoravam as naus que faziam o tráfico de indígenas no século XVI.

Praia do Costão - Localizada entre a encosta da Serra dos Itatins e a foz do Rio Preto. De singular beleza, com bica natural de água da Serra dos Itatins e um visual panorâmico admirável.

Praia da Barra do Uma - Pode-se desfrutar de toda beleza oferecida pela Estação Ecológica Juréia- Itatins, observando rios, costões e lindas ilhas. Ótima para acampar, tem 2.150 m de extensão.


 Praia do Guaraú - Está a 7 km da cidade e tem 1.527 m de extensão......possui rio, costão e ilhas......ótima para pescaria.


 Prainha - Com águas calmas.......ideal para pesca de arremesso, fotografias e contemplação.........existe nos costões rochosos desta praia um pequeno forte..........seu acesso é pela estrada do Guaraú, altura do km 3.

Praia do Índio - Denominada também como Praia do Pesqueiro.........fica entre o Costão e a Prainha.........seu nome deve-se ao fato de que, há alguns anos, um índio morava solitário numa fenda na rocha.

Praia do Caramborê - Localizada no interior da Estação Ecológica Juréia-Itatins, o acesso se dá através da estrada Guaraú – Una ou pela Trilha do Imperador.......sua extensão é de 543 metros de areia batida e a largura média de 107,5 metros não possuindo ocupação de entorno.......águas mansas e esverdeadas.


 Bulevar Anchieta - Formado por calçadões, bancos e jardins, trouxe um novo aspecto ao centro da cidade, revitalizando-o. Ao mesmo tempo, racionalizou o sistema viário local, dando mais segurança e comodidade aos pedestres.

Estrada do Guaraú - Antigo Caminho do Correio do Imperador, liga a parte central da cidade a do Guaraú e dá acesso à Barra do Uma........à corredeira do Perequê........à Cachoeira do Paraíso e à Estação Ecológica Juréia-Itatins.

Perequê - As Corredeiras do Perequê estão no limite da Reserva Ecológica Juréia-Itatins e são uma pequena amostra da grandeza da nossa fauna e flora.

Praias da Estação Ecológica Juréia-Itatins

Guarauzinho - Possui areias finas e localiza-se após o Rio Guaraú.......é utilizada apenas para pesquisas científicas e de educação ambiental.

 Arpoador - Fica ao sul, após o Guarauzinho......há uma base/alojamento para estudiosos e pesquisadores........o acesso é por trilha e se dá mediante autorização da Secretaria do Meio Ambiente.

Parnapuã - Seu acesso é feito por uma trilha após a travessia do Rio Guaraú..........areia fina e firme.........somente três famílias caiçaras residem no local...... sua utilização é apenas para pesquisas e educação ambiental.

Brava - Tem 279 m de extensão e 59 m de largura média....... areia é fina e as ondas grandes e constantes........apenas duas famílias caiçaras residem no local....... acesso também é por trilha após travessia do Rio Guaraú.

Desertinha - O acesso se dá pela Estrada do Uma...........sua extensão é de 319 m, com largura média de 69m.......areia é fina e firme........ondas médias e constantes........utilizada apenas para pesquisa científica e educação ambiental.


Juquiazinho - O acesso se dá através do Rio Guaraú........com 1.310 m de extensão e 57,50 m de largura média........a praia tem ondas médias e areia firme e fina.


Ruínas do Abarebebê - Tombada pela CONDEPHAAT..............é um patrimônio histórico e marco da época da colonização......sua visitação é acompanhada por guias mirins.