7 de set de 2010

OLINDA

Olinda é uma cidade linda, parece que a gente volta no tempo quando esta lá. Tem uma população de 367.902 habitantes, sendo 8.447,81 pessoas por quilômetro quadrado. Possui uma área urbanizada de 36,73 km², correspondente a 98% do município, o que faz dela uma cidade eminentemente urbana. Conta-se que o nome Olinda foi dado a partir de uma frase dita por Duarte Coelho: “Ó linda situação para se construir uma vila”, em 1537, já estava elevado à categoria de vila. Em 1631, os holandeses incendeiam Olinda, após retirar os materiais nobres das edificações para construir suas casas no Recife, depois que os holandeses foram expulsos iniciou-se a lenta reconstrução da Vila de Olinda. A cidade tem um traçado irregular, de influência medieval, adaptando-se de forma orgânica às curvas do terreno e sendo influenciada pela arquitetura religiosa. Entre as construções existentes atualmente, se destacam a Catedral de Olinda, o Mosteiro de São Bento, o Convento de São Francisco, com a Igreja de Nossa Senhora das Neves, e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, entre outras. A arquitetura civil, ao contrário da religiosa, é simples perto da de outras cidades brasileiras da época. Recebeu influência da arquitetura portuguesa, como construções com sacada em pedra ou madeira, fachadas contíguas e grandes quintais, adaptada ao clima tropical do local. Quase um terço da área total do município é tombado pelo patrimônio histórico. A preservação começou na década de 1930, e a partir daí foram promovidas várias ações no sentido de preservar todo o patrimônio histórico, cultural e arquitetônico do município. O sítio foi declarado, em 1980, Monumento Nacional, pelo Congresso Nacional, e, em 1982, reconhecido como patrimônio mundial pela UNESCO. Olinda se despede da MIMO A Mostra Internacional de Música em Olinda (MIMO) nasceu em Olinda, que empresta suas igrejas, monumentos históricos e preservados, para concertos memoráveis. Ambiente ideal para a música instrumental, que ajuda a traçar para o festival um perfil singular de promover o encontro entre o erudito, o tradicional e o popular. Inteiramente gratuita, a Mostra recebeu este ano cerca de 500 músicos em 39 concertos . .

RECIFE

Aproveitamos o feriado prolongado para conhecer Recife e Olinda e comemorar o meu aniversario. Recife foi fundada em 1537, é a mais antiga das capitais brasileiras. Com uma população de 1.533.000 habitantes, dados de 2007 (IBGE), a população está dividida em 94 bairros e o índice de pobreza chega a quase 40% . Recife é uma cidade de contrastes, onde o antigo, legado português e holandês do tempo do Brasil Colonial, une-se às modernas construções. Muitos sobrados foram recuperados utilizando o contraste das cores para destacar os detalhes da arquitetura eclética do século 19, até então escondida por trás de fachadas descaracterizadas ou arruinadas. Foi realizada a prospecção (corte estratigráfico de camadas de tinta) para conhecer as camadas de pinturas originais. Descobriram que os tons de cinza predominavam, provavelmente por falta de pigmentos na época da construção dos sobrados. Mesmo sem refletir as pinturas originais, o colorido das fachadas termina por combinar com a profusão de estilos da arquitetura eclética. Encontra-se nas fachadas traços do clássico, barroco, neoclássico, romântico e gótico. A intervenção no Bairro do Recife, que é um sítio histórico, inclui o tratamento das calçadas. Por meio de fotografias, o desenho original das pedras portuguesas está sendo reconstituído. As praças começam a ganhar novos jardins e iluminação, o que faz do Bairro do Recife um local ideal para passeios. Se você tiver oportunidade vá conhecer Recife, a cidade é bem moderna e muito bonita.